Aigle Azur deixa de voar e a AirHelp explica como pode reaver o seu dinheiro

A companhia aérea francesa Aigle Azur, que voa para os aeroportos portugueses do Porto, Faro e Funchal, anunciou que hoje é o último dia das suas operações.

 

 

A AirHelp vem explicar o que devem os passageiros fazer, no caso de terem voo planeado com esta companhia aérea, e em que circunstâncias podem solicitar o reembolso do voo.

Karin Herbsthofer, especialista em direitos dos passageiros aéreos da AirHelp, explica o que devem os passageiros fazer, no caso de terem voo planeado com esta companhia aérea:

A Aigle Azur cessou operações, justificando esta situação com uma situação financeira grave e com as dificuldades operacionais que daí advêm. Após 07 de Setembro, independentemente do aeroporto de partida, os voos da Aigle Azur são cancelados, o que significa que os passageiros que tenham um voo marcado após esta sexta-feira são obrigados a comprar outro bilhete. "Os passageiros afectados podem assegurar o bilhete de regresso a casa se tiverem adquirido o bilhete como parte de um pacote de viagem. Além disso, outras companhias aéreas poderão oferecer tarifas especiais para o retorno", explica em comunicado.

Os passageiros podem solicitar o reembolso do seu voo nas seguintes circunstâncias, explica a AirHelp:

  • Se reservaram o voo através de uma agência de viagens ou de uma companhia aérea parceira. As agências de viagens ou as companhias aéreas parceiras podem ser responsáveis se os voos estiverem cobertos por planos de seguro de viagem, ao passo que, no caso de férias organizadas, a cobertura deve ser garantida;
  • Outra opção de compensação é para passageiros que reservaram directamente com a Aigle Azur e pagaram com cartão de crédito. O pagamento pode ser anulado antes de ser creditado na conta da companhia aérea. Mesmo que os montantes já tenham sido debitados, tratando-se de um caso de falência é possível conseguir o reembolso. Para isso, o passageiro deve enviar um documento para a respectiva empresa/banco emissora do cartão de crédito, que certifica o pedido mal sucedido da companhia aérea

Segundo a AirHelp, "infelizmente, os passageiros da Aigle Azur que sofreram uma perturbação de voo elegível para compensação já não poderão solicitar qualquer indemnização, a menos que o seu voo tenha sido operado por uma companhia aérea diferente".

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade