Qatar Airways negoceia compra de 39% da empresa pública TAAG

TAAG- Linhas Aéreas de Angola negoceia venda de 39% do capital da empresa à Qatar Airways.


O “Novo Jornal”, que se publica em Luanda divulga que o “Governo da República de Angola está a negociar com a Qatar Airways a venda de 39 por cento do capital da empresa pública TAAG – Linhas Aéreas de Angola”.

Refere ainda o mesmo periódico, que tem como base para a notícia “fontes ligadas ao processo” que o estado angolano continuará “como o maior acionista, com 51% das ações.” Mais ainda refere que “uma percentagem de 10% estará à disposição dos trabalhadores angolanos do sector de transportes”.

Lê-se ainda no mesmo jornal que “a Qatar Airways será responsável pela gestão da companhia aérea de bandeira de Angola.”

Segundo a mesma fonte, o ministro dos Transportes, Ricardo Viegas de Abreu, e quadros seniores do sector dos transportes aéreos, têm estado a negociar com a Qatar Airways a venda de 39% das ações da TAAG àquela operadora aérea do Médio Oriente.

“As partes podem fechar parcialmente o negócio ainda este ano, já que, fruto da compra dos 39% das ações da TAAG, a Qatar Airways, apesar de não vir a ser acionista maioritária, assumirá a gestão da operadora aérea nacional”, explicou um dos interlocutores, salientando mais tarde que o processo de venda poderá ficar concluído em 2021, “como previsto no Programa de Privatizações (Propriv) do Governo, usando a modalidade da privatização por alienação de participações sociais”,


A 05 de Setembro, o ministro Ricardo Viegas de Abreu e a sua equipa de negociadores seguiram para Doha com o intuito de afinarem as negociações da privatização da TAAG com os donos da Qatar Airways, revelou uma outra fonte citada pelo jornal.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade