TAP prejudicou 2,6 Milhões de passageiros, segundo a AirHelp

Em Portugal durante 2019 foram 34% dos voos com partida de um dos aeroportos nacionais que chegaram ao destino com mais de 15 minutos de atraso ou foram cancelados.

Uma análise à aviação em Portugal pela AirHelp, cerca de oito milhões de passageiros foram afectados por atrasos superiores a 15 minutos e mais de 190 mil viajantes viram o seu voo cancelado.

Em média, os cancelamentos de voos causaram problemas a mais de 500 pessoas por dia. Entre o total de passageiros que enfrentaram perturbações em voos, cerca de 270 mil têm direito a compensações financeiras das companhias aéreas, de acordo com o regulamento EC261.


A especialista em direitos dos passageiros aéreos da AirHelp, Carolina Becker, comenta que "embora se tenha verificado uma ligeira melhoria global em termos de performance dos voos, com a redução do número e percentagem de voos com perturbações em 2019, comparativamente a 2018, ainda há um longo caminho a percorrer". Ou seja "no final do ano passado, Portugal evidenciou-se pelos piores motivos, ao registar a maior percentagem de perturbações em voos entre os países da União Europeia".


Relativamente à actividade dos principais aeroportos do país, os Aeroportos João Paulo II (Ponta Delgada, Açores) e General Humberto Delgado (Lisboa) apresentam as maiores percentagens de voos com perturbações, com 42% e 39% dos voos, respectivamente, a não cumprirem o horário. Ainda assim, comparando a actividade de 2019 com 2018, Lisboa apresenta a melhoria mais significativa, com uma diminuição de 4%. na percentagem de voos com perturbações.


Analisando as companhias aéreas com maior actividade em Portugal, a AirHelp conclui que a SATA Air Açores lidera na percentagem de voos com perturbações (41%). A TAP Air Portugal é a única que regista uma melhoria na sua performance: em 2019, 35% dos voos com perturbações, enquanto em 2018 se tinham registado perturbações em 43%.


Em relação a passageiros afectados por perturbações, em 2019, a TAP Air Portugal é a que lidera com mais de 2,6 milhões de viajantes enfrentaram problemas no voo. 

Seguem-se a Ryanair, com cerca de 1,7 milhões de pessoas afectadas, a Easyjet, com 714 mil, e a SATA Air Açores, com 296 mil.

Dia dos Namorados

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade