Mais uma companhia de aviação que foi à falência, a Air Italy

A companhia aérea Air Italy, detida pela holding AQA (Alisarda e Qatar Airways) faliu.

A companhia italiana, com sede em Olbia, na Sardenha, informou que "todos os voos regulares até 25 de Fevereiro de 2020 inclusive (incluindo as primeiras partidas na manhã de 26 de Fevereiro de 2020 de voos domésticos para Malpensa e dos aeroportos de Male e Dakar) serão operados regularmente, sem nenhuma alteração no original datas e horários programados e nas mesmas condições de voo".

O comunicado informa que todos "os passageiros poderão voar usando o seu bilhete". No entanto, "como alternativa, os passageiros podem optar por um reembolso total da passagem, enviando um e-mail para refunds@airitaly.com (ou entrando em contrato com a agência de viagens) antes da hora de partida do voo".

A companhia informa ainda que "a viagem de ida será operada regularmente, sem alterações nas datas e horários programados originais e nas mesmas condições de voo"; Já no que se refere "ao voo de volta, será oferecida opção de viagem no primeiro voo disponível de outra companhia aérea".

Para saberem mais detalhes os passageiros deverão, após os o dia 18 de Fevereiro de 2020 "ligar para os seguintes números +39078952682, dos EUA: +1 866 3876359, do Canadá: +1 800 7461888, ou entrando em contacto com a agência de viagens no caso de compra através deste canal".


A Air Italy existe com este nome desde 2018, quando a AliSarda se tornou a accionista maioritária com 51% da capital e a Qatar Airways ficou com os 49% restantes da até então Meridiana, que mudou de nome no âmbito de um plano estratégico, que visava aumentar a competitividade da companhia aérea. A Companhia foi a segunda maior companhia aérea da Itália, depois da Alitalia, e a 40ª maior companhia aérea da Europa em número de passageiros em 2019.


A Qatar Airways explicou em comunicado que, desde a aquisição de 49% de sua participação na Air Italy “acredita firmemente na companhia aérea e no seu potencial, apoiando o plano de negócios proposto pela administração que tinha o objectivo de aumentar crescimento e criar empregos“.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade