Covid19- Ryanair decide suspender todos os voos

O grupo irlandês, depois de uma redução de 80% nas viagens que operava, decidiu suspender totalmente toda actividade

 

Numa actualização às medidas adoptadas por cauda da pandemia de Covid-19, a Ryanair anunciou esta quarta-feira, que a partir da meia noite do dia 24 de Março irá cancelar todos os voos.

Em comunicado, disponível na página de internet, a companhia aérea informa que, “entre o dia 18 e o dia 24 de Março, será reduzida em mais de 80% a programação de viagens e que todos os clientes afectados serão contactados por email e informados sobre as suas opções. E pede que seja evitada a linha telefónica, já que esse serviço se encontra sobrecarregado”.


E na mesma nota de imprensa pode ainda ler-se que “a partir da meia-noite de 24 de Março, a maioria dos aviões da Ryanair deverão ficar em terra, com a exceção de “um número muito reduzido de voos” que “serão operados para manter um nível de conectividade essencial, principalmente entre o Reino Unido e a Irlanda”.

E a Ryanair justifica esta decisão afirmando que “A disseminação do vírus Covid-19 levou a maioria dos governos da União Europeia a impor severas proibições e restrições de viagens, o que impactou negativamente a programação de todas as companhias aéreas do grupo”.


A empresa irlandesa garante que se mantém em estreito contactos com os ministérios dos Negócios Estrangeiros de todos os Governos da União Europeia sobre a repatriação de cidadãos dos Estados-membros e que auxiliará nessa tarefa “sempre que possível”.
Expresso Economia

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade