Esta foi uma das medidas anunciadas em conferência de imprensa por Miguel Albuquerque, salientando que "a Madeira não pode estar à espera do Governo da República" para impedir aterragem de voos provenientes de países que estão em situação mais problemática.

O Presidente do Governo afirmou que "vamos decretar quarentena e isolamento social obrigatórios a qualquer passageiros que desembarque nos aeroportos do Porto Santo e da Madeira-Cristiano Ronaldo", declarou, sublinhando: "Isto é para cumprir".