Empresas portuguesas marcam presença na FITUR

A FITUR (Feira de Turismo de Madrid) contará, a partir de 22 de Janeiro, com a presença das sete regiões turísticas de Portugal e ainda de mais de uma centena de empresas ligadas ao Turismo.

 

O certame tem a inauguração marcada para esta quarta, 22 de Janeiro, contando-se para a ocasião, com a presença da Rainha Letizia Ortiz.


A FITUR abre a sua 40ª edição, aumentando o número de expositores em 3,8%, relativamente ao ano passado. Estarão 11.040 empresas de 165 países e regiões, ocupando uma área de 69.697 metros quadrados, mais 3,3% em relação a 2019.

Estarão presentes 161 empresas portuguesas 90 das quais no stand de Portugal.

Segundo a organização a FITUR 2020 trará grande impacto económico a Madrid, à semelhança das anteriores edições.
Os sectores onde esse impacto se fará sentir de forma mais evidente serão a hotelaria, restauração e transportes.

Por outro lado este tipo de feiras permite o contacto entre profissionais do sector que assim podem contactar e promover o seu produto junto do consumidor final.

Mas Fitur é também um lugar que merece uma visita obrigada do público em geral, que poderá encontrar aqui o destino perfeito para desfrutar das suas próximas férias.

A Coreia do Sul será o país convidado da FITUR 2020, coincidindo com o 70 aniversário do início das relações diplomáticas entre a Coreia do Sul e Espanha.

Este país asiático é actualmente o terceiro mercado que mais turistas asiáticos traz ao nosso país, e é também um destino atractivo e seguro, com infraestruturas modernas e de grande qualidade, e com uma boa rede de transporte público.

A distribuição de pavilhões na Fitur contará com mais 10 pavilhões, com a oferta de África ocupando o pavilhão 1, e o pavilhão 6 dedicado na sua totalidade à região Ásia-Pacífico.

As restantes áreas conservam a sua distribuição habitual, com o Próximo Oriente no pavilhão 2, a América no pavilhão 3 e a Europa no pavilhão 4.

Os sectores de Empresa, Tecnologia e Empresa Global ocuparão o pavilhão 8, Empresa e Associações o pavilhão 10, e as várias Entidades e Organismos Oficiais Espanhóis ocuparão os pavilhões 5, 7 e 9.

A secretária de Estado do Turismo portuguesa, Rita Marques, deverá estar presente na sessão inaugural da FITUR e tem ainda prevista uma visita ao 'stand' de Portugal na manhã de quarta-feira.

Os principais eixos condutores de FITUR serão a sustentabildiade, a tecnologia e a especialização, a que se somam as ações orientadas para o crescimento profissional, a representatividade e a internacionalização. Uma das chaves que marcaram a evolução de Fitur tem sido a capacidade demonstrada para reconhecer as tendências do mercado e para as trasladar à sua oferta.


Esta edição continuará a apostar no crescimento de algumas secções, como FITUR CINE e FITUR FESTIVALES, além da criação de espaços monográficos, como FITUR GAY (LGBT +) y FITUR SALUD, e FITURTECHY e FITUR KNOW HOW, centrados no desenvolvimento tecnológico como ferramenta imprescindível para o desenvolvimento do setor. Por outro lado, o Observatório FITUR NEXT continua a trabalhar na identificação e seleção de boas práticas para promover o turismo, com um impacto positivo a nível mundial.


O destaque vai também para FITURTECH, que reunirá as últimas propostas no âmbito tecnológico, e FITURGREEN, que fomentará a sustentabilidade através de medidas de poupança energética na gestão hoteleira e turística.


O crescente reconhecimento internacional de FITUR fez com que a edição de 2017 deste evento fosse escolhida pela Organização Mundial do Turismo para acolher os actos de inauguração do Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, declarado pela Organização das Nações Unidas, o que veio consolidar a sua posição entre os eventos dedicados ao setor do turismo mais relevantes do ranking internacional.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade