Turismo de Portugal pondera que a BTL possa ser adiada

Turismo de Portugal pondera que a BTL possa ser adiada
O Turismo PT

Face à conjuntura actual do perigo de contágio com o Covid-19, várias entidades optaram por substituir a presença física pela digital, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).

Várias entidades entendem que, atentas as últimas recomendações da Direcção-Geral da Saúde no que toca à organização de grandes eventos e ponderadas todas as condicionantes, "não estão reunidas as condições para manter a sua participação na BTL 2020 na data prevista para a sua realização, seja através de stand próprio seja através dos diversos eventos inicialmente programados", revela o Turismo de Portugal em Comunicado.

No entanto "considerando o facto de este ser o momento de encontro entre muitos compradores e fornecedores do sector, muitos internacionais", todas estas entidades estão a "envidar os melhores esforços para manter algumas das acções previstas em formato digital, sem prejuízo da possibilidade de o evento poder decorrer noutra data se assim for decidido", explica o Turismo de Portugal.

Assim, juntamente com o NEST – Centro de Inovação do Turismo, o Turismo de Portugal concretizará o programa de “Hosted Buyers” (parceria Turismo de Portugal, TAP e AIP que junta em reuniões bilaterais cerca de 200 compradores internacionais com 300 empresas nacionais) numa plataforma digital que está a ser desenvolvida em conjunto com parceiros do NEST - Centro de Inovação do Turismo. Desta forma estarão asseguradas as condições para "a concretização de reuniões previamente agendadas de compradores Internacionais com interesse específico no destino Portugal". Saliente-se que esta mesma plataforma poderá também vir "a permitir concretizar algumas das reuniões que não puderam ocorrer devido ao cancelamento da ITB Berlim".

É também em palco virtual, em plataforma específica e redes sociais, que "serão apresentados alguns dos conteúdos programados pelo Turismo de Portugal, pelas Secretarias Regionais e pelas Entidades Regionais do Turismo".

Cerca de 40 startups "apresentam online os seus serviços e produtos para o sector, em pitches gravados em vídeo, disponibilizando-se também outros conteúdos nesta página como sejam as apresentações programadas para aquele espaço", procurando deste modo cumprir o programa do BTL Labs.

Uma vez que a grande maioria das empresas e agentes do turismo tem já uma marcada presença digital, o Turismo de Portugal considera assim que, "num momento de constrangimentos excepcionais, estarão criadas condições para que o habitual networking e decorrente dinamização do sector que a BTL promove não sejam prejudicados", sublinhando que "sem prejuízo para a possibilidade do evento poder decorrer noutra data se assim for decidido".  

As entidades que optaram por não marcar presença física são: Turismo de Portugal IP,  Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Secretaria Regional de Turismo e Cultura da Madeira, Entidade Regional de Turismo do Algarve, Entidade Regional do Turismo do Alentejo, Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, ATA – Associação de Turismo dos Açores, APM – Associação de Promoção da Região Autónoma da Madeira, ATA – Associação ​​​​Turismo do Algarve, Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, ATL – Associação Turismo de Lisboa, Visitors and Convention Bureau, Agência Regional de Promoção Turística do Centro de Portugal​, Associação de Turismo do Porto e Norte de Portugal​ e NEST – Centro de Inovação do Turismo.

Apesar desta situação o Turismo de Portugal relembra que, de acordo com a Direcção-Geral da Saúde, em Portugal não existem restrições de viagens, nem no acesso aos locais de interesse turístico, comércio ou produtos.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade