Hotelaria europeia subiu, mas Lisboa derrapou, no terceiro trimestre de 2019

Hotelaria europeia subiu, mas Lisboa derrapou, no terceiro trimestre de 2019
O Turismo . PT

Os hotéis europeus registaram bons números no terceiro trimestre de 2019, tal e qual como o mercado americano.

 

De Julho a Setembro a hotelaria europeia teve crescimento nos três principais indicadores do sector. Ainda assim, alguns destinos não conseguiram acompanhar os bons resultados da região. Entre eles está o caso de Lisboa.

No geral, o desempenho da hotelaria europeia foi positivo no terceiro trimestre. Na comparação com igual período de 2018, a ocupação avançou 0,6%, para 79,1%. Já a diária média subiu 1,1%, para 121,36€, na mesma base de análise, o que impulsionou o RevPar. Com isso, no terceiro trimestre, o indicador cresceu 1,7%, para 95,95€.

Mesmo com Portugal em grande destaque turístico mundial, Lisboa parece estar a dar indícios de um começo de desaceleração do turismo local. A cidade registou em 2018, por exemplo, o menor crescimento na chegada de turistas nos últimos anos, segundo a Oxford Economics. Em resultado, a diária média no trimestre passado recuou pela primeira vez desde 2014.

Com o sector da construção hoteleira em expansão, a preocupação com a hotelaria cresce. O estudo AM:PM, da STR – empresa americana que rastreia dados de oferta e procura para vários sectores do mercado, nomeadamente a indústria hoteleira global -, refere que as aberturas previstas em Lisboa até 2022 representam 15% da actual oferta.

Lisboa teve queda nos três principais indicadores do sector: a ocupação cedeu 1,9% (para 84,3%), diária média e RevPar recuaram 1,1% (para € 128,45) e 3% (para € 108,28), respectivamente.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade