Novas medidas da AHRESP apresentadas ao Governo

“O reforço da comparticipação pública no regime de lay off simplificado e condições para o apoio à tesouraria que não criem um endividamento estrangulador e insuportável para o futuro das empresas” são algumas das sugestões agora apresentadas pela Ahresp ao Governo.



 Para a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) as medidas anunciadas pelo Governo são insuficientes, embora tenham em conta as sugestões apresentadas por aquela organização. AHRESP, uma vez que “as empresas continuam com as suas tesourarias cada vez mais depauperadas.”


Pelo que segundo a Ahresp é absolutamente necessário e urgente que para a sobrevivência das empresas, sejam postas em prática, as medidas adoptadas pelo Governo.

Será assim possível a manutenção de muitos postos de trabalho dos sectores da restauração e do alojamento, “fundamentais na estabilização da nossa economia, na criação de riqueza e de valor, e acima de tudo, vitais para a manutenção de muitos milhares de postos de trabalho”., refere a nota de imprensa da Ahresp


Por outro lado, e também como proposta insistente da Ahresp : “o apoio directo à tesouraria de todas as empresas através do pagamento de salários, das carências no pagamento de impostos, contribuições, rendas, do urgente acesso e aplicação do lay off, do cumprimento das responsabilidades do Estado para com os agentes económicos, serão outras das medidas necessárias e urgentes nesta situação de crise.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade