Capital do Natal com muitas reclamações em apenas três dias

A Capital do Natal, abriu portas há três dias, sendo já classificado como "uma fraude". Organização desculpa-se com tradução de noticias e a meteorologia.

 

A Capital do Natal abriu na sexta-feira, mas já chovem críticas, reclamações junto a associações de consumidores e até já há uma petição para que o parque de diversão seja fechado.

Vários visitantes afirmam sentir-se enganados e vítimas de publicidade enganosa, como se comprova ao olhar para as diversas caixas de comentários da página da Capital do Natal no Facebook.

Algumas dezenas de comentários, feitos por visitantes, que se dizem ter sido e vítimas de “publicidade enganosa”. Uma visitante espanhola escreveu  que se trata de" uma fraude. Publicidade enganosa, sem neve, longas filas, casas de banho mal preparadas, comida ruim e apenas três atracções. É uma farsa. Tem de ser denunciado".

Os promotores tinham anunciado, “uma recriação total da Lapónia”, o primeiro Christmas Fun Park da Europa e o maior evento do país dedicado ao Natal. Sobre os comentários negativos argumentam que que se criaram falsas expectativas, sim, mas que foram criadas por sites espanhóis e não pela promotora.

Segundo o Diário de Notícias, a organização afirmou "ficámos muito surpreendidos com essas afirmações, mas fomos imediatamente constatá-las e analisá-las". Justificaram afirmando que existiram "um conjunto de sites e de blogues espanhóis que, sem terem qualquer autorização nossa e ou sem terem tido contacto com a organização, apanharam notícias de alguns sites portugueses e fizeram a traduções e assumiram que as nossas pistas de snow tubing iam ser pistas de esqui com neve real, algo que nunca esteve previsto". Criando por isso "uma falsa expectativa, nomeadamente nos visitantes espanhóis, que são 99 por cento dos que se manifestam nas nossas redes sociais". Rui Madureira refere ainda que "essas pessoas têm muita razão, porque vieram com uma expectativa que não se coaduna com a realidade, só que essa expectativa não foi criada por nós".

Outra visitante espanhola criticou a presença de lama no recinto, a "fila de dois quilómetros", o facto de se apelidar de "maior da Europa" à roda gigante, as más condições da pista de gelo e a "má organização", alertando, os seguidores da página de facebook, que há "milhares de actividades em Huelva e Sevilha maravilhosas e bem mais preparadas do que esta bazófia de parque de Natal".

Segundo noticia do Público, só a Unión de Consumidores de Extremadura (UCE), uma associação de defesa dos consumidores espanhola, recebeu, na manhã desta segunda-feira, mais de 100 reclamações a exigir o reembolso dos bilhetes.

Rui Madureira justifica a lama com as condições meteorológicas que ocorreram no fim de semana e que num espaço ao ar livre leva tempo a que o espaço fique mais enxuto. Por sua vez, "hoje [segunda-feira] o tapete está completamente seco e não fizemos nada para tal. Simplesmente a água secou", admitindo que estão a ser melhoradas algumas condições da Capital do Natal, que se está a realizar pela primeira vez.

Sobre as filas, Madureira afirmou que são normais num parque temático que acolhe diariamente milhares de pessoas: "é válido para a Isla Mágica em Sevilha, para a Disneyland em Paris ou em qualquer outro".

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade