Quinas já saiu do Zoomarine e agora pode ser acompanhada em directo

Quinas já saiu do Zoomarine e agora pode ser acompanhada em directo
Divulgação

Há seis semanas uma tartaruga de couro ficou presa em cabos marinhos mas agora depois de tratada e recuperada já navega em liberdade, mas toda a sua viagem poderá ser vista em directo.

A tartaruga-de-couro, que ficou presa em cabo marinhos, na Meia Praia, em Lagos, teve vários problemas como infecções devido aos ferimentos e cortes que sofreu, septicemia, pneumonia por aspiração de água do mar, potencialmente fatais, “e os seus quase 300 quilogramas de peso representavam desafios (clínicos e de maneio) impensáveis até à data.

A 07 de Agosto o Quinas, nome que lhe foi dado pelos Portugueses, voltou ao mar. A devolução, uma vez mais, contará com “O Quinas volta ao mar e por ele navegará qual Fernão de Magalhães"

Acompanhe a progressão da Quinas e aproveite para consultar o resumo do projecto.

Segundo nota do Zoomarine, por via da ARGOS (que gere o sistema de satélites que recolhem e retransmitem a informação que o transmissor acumula e partilha [quando a tartaruga está à superfície]) é que a Quinas "tem estado a navegar sempre para sul, progredindo cerca de 40 a 50 km por dia".

O director do Porto D'Abrigo chamou a atenção, na mesma nota, para o facto de ser "a SeaTurtle.Org (e não o Zoomarine) que faz a recolha dos dados brutos e produz o mapa que está disponível. Assim sendo, a informação tem, de uma forma geral, um atraso de 24 a 48 horas - e contra tal o Zoomarine nada pode fazer".

Élio Vicente explicou que "dentro de 18 a 26 meses, aproximadamente (quando se espera que a bateria do equipamento termine), será elaborado e publicado um artigo científico sobre esta acção". Facto que aconteceu com as três tartarugas marinhas que também devolvemos com este tipo de equipamento, em Setembro de 2009.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade