Quinas já saiu do Zoomarine e agora pode ser acompanhada em directo

Quinas já saiu do Zoomarine e agora pode ser acompanhada em directo
Divulgação

Há seis semanas uma tartaruga de couro ficou presa em cabos marinhos mas agora depois de tratada e recuperada já navega em liberdade, mas toda a sua viagem poderá ser vista em directo.

A tartaruga-de-couro, que ficou presa em cabo marinhos, na Meia Praia, em Lagos, teve vários problemas como infecções devido aos ferimentos e cortes que sofreu, septicemia, pneumonia por aspiração de água do mar, potencialmente fatais, “e os seus quase 300 quilogramas de peso representavam desafios (clínicos e de maneio) impensáveis até à data.

A 07 de Agosto o Quinas, nome que lhe foi dado pelos Portugueses, voltou ao mar. A devolução, uma vez mais, contará com “O Quinas volta ao mar e por ele navegará qual Fernão de Magalhães"

Acompanhe a progressão da Quinas e aproveite para consultar o resumo do projecto.

Segundo nota do Zoomarine, por via da ARGOS (que gere o sistema de satélites que recolhem e retransmitem a informação que o transmissor acumula e partilha [quando a tartaruga está à superfície]) é que a Quinas "tem estado a navegar sempre para sul, progredindo cerca de 40 a 50 km por dia".

O director do Porto D'Abrigo chamou a atenção, na mesma nota, para o facto de ser "a SeaTurtle.Org (e não o Zoomarine) que faz a recolha dos dados brutos e produz o mapa que está disponível. Assim sendo, a informação tem, de uma forma geral, um atraso de 24 a 48 horas - e contra tal o Zoomarine nada pode fazer".

Élio Vicente explicou que "dentro de 18 a 26 meses, aproximadamente (quando se espera que a bateria do equipamento termine), será elaborado e publicado um artigo científico sobre esta acção". Facto que aconteceu com as três tartarugas marinhas que também devolvemos com este tipo de equipamento, em Setembro de 2009.

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade