Revelado o calendário da Liga Meo Surf para a temporada de 2020

Foi já apresentado o calendário das etapas para a temporada 2020 da Liga Meo Surf, a principal competição de Surf em Portugal, que tem início marcado para os dias 27 e 29 de Março, no Allianz Ericeira Pro, em Ribeira d’Ilhas

.

É este o Calendário da Liga MEO Surf 2020:

1.ª etapa – 27 a 29 de Março – Allianz Ericeira Pro

2.ª etapa – 24 a 26 de Abril – Renault Porto Pro

3.ª etapa – 29 a 31 de Maio – Allianz Figueira Pro

4.ª etapa – 12 a 14 de Junho – Allianz Algarve Pro

5.ª etapa – 01 a 03 de Outubro – Bom Petisco Cascais Pro

A Liga MEO Surf 2020, para além da competição regular, conta com um quadro de prémios renovado a favor da divisão Feminina.

Isto porque a Allianz, tal como já anunciado em 2019, voltou a reforçar o prémio da Allianz Triple Crown com €8.000 anuais, “repartidos em paridade e equitativamente entre o vencedor masculino e a vencedora feminina”.

Por sua vez, o Bom Petisco inaugura um prémio monetário exclusivo para as senhoras em competição com o “Bom Petisco Girls Score”, que irá premiar a melhor pontuação de bateria ao longo das cinco etapas com €2.500.

Adicionalmente, mantém-se a luta pela melhor manobra nas Renault Expression Sessions e pela Somersby Onda do Outro Mundo (ambos com €2.500 anuais), o Santander Award (com €1.500 anuais), e as viagens a bordo da Sumatra Surf Trip para os melhores juniores.

Em quatro das cinco etapas serão premiados os melhores surfistas locais (com 1.500€ repartidos entre masculino e feminino a atribuir por lógica mista de competição e resultado escolar), atribuídos pelos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Aljezur e Cascais.

Francisco Rodrigues – Presidente da Associação Nacional de Surfista, afirma, congratulando-se:

 “10 anos de Liga! É um grande orgulho para nós, surfistas, vermos este caminho. Uma Liga de Surf de base nacional, com motivos primários de promoção do desenvolvimento da modalidade e disputa desportiva entre melhores dos melhores. Mas vai, hoje em dia, muito além disso. É verdade que um projecto desportivo de alto nível como o de Frederico Morais passou pela Liga. Mas é também muito gratificante ver que aqui trabalhamos muitos mais domínios, como o ambiental, o de responsabilidade social, a educação, e os prémios dedicados às senhoras e aos mais novos. Dizem que somos os melhores da Europa e o 15.º evento com melhor reputação em Portugal. Estas são distinções importantes e que nos responsabilizam mais ainda para continuar a trazer mais boas ideias para a Liga. Espero até à primeira etapa poder concretizar mais uma ou duas que temos em plano de desenvolvimento. Boa sorte a todos os surfistas que iniciam hoje o seu caminho rumo aos seus objectivos para a temporada.”

Por seu lado, João Epifânio - Chief Sales Officer/ B2C da Altice Portugal, referiu:

“Esta é a 10.ª edição em que uma das marcas da Altice Portugal assume o Naming da competição, pelo que pretendemos voltar a dar o exemplo e reforçar, uma vez mais, e de uma forma ainda mais próxima, a ligação ao mar, ao ambiente e ao nosso Planeta. Ao longo dos anos, primeiramente com a marca MOCHE e, agora, através do MEO, a Altice Portugal acompanha aquela que é hoje uma liga de surf conceituada e de referência no âmbito nacional e que vinca também uma associação cada vez mais consistente e sólida ao surf. Desde há 20 anos que procuramos contribuir para o crescimento do surf português e do surf em Portugal”.

No eixo de sustentabilidade e responsabilidade social, “os alunos do projecto Wave by Wave (terapia para crianças e jovens em risco através do Surf) passam a integrar o staff técnico de todas as etapas da Liga MEO Surf 2020”.
Será uma experiência real, de valor acrescentado e enriquecedora para os seus projectos de vida.

Mantêm-se também as limpezas de praia da Fundação Altice, assim com as dinâmicas de consciencialização de proteção dos oceanos e hábitos saudáveis promovidos pelo Grupo Jerónimo Martins.
A Associação Nacional de Surfistas continua também com a plataforma ANS Share (www.ansurfistas.com/share), convidando todos a participar na agregação de resultados anuais das limpezas de praia.

Miguel Blanco, bicampeão nacional em título, e Yolanda Hopkins, que se estreou como campeã em 2019, “partem como grandes candidatos a defenderem os títulos conquistados no ano passado, perante um leque cada vez maior de surfistas da nova geração que pretendem mostrar que estão aptos para atacar os pódios nacionais e, posteriormente, seguirem as pisadas de nomes como Frederico Morais, Vasco Ribeiro, Carol Henrique ou Teresa Bonvalot fora de portas”.

Miguel Blanco, campeão nacional de 2019, afirmou

“Os anos de 2018 e 2019 foram incríveis, e nunca pensei que conseguiria conquistar o primeiro título da carreira e depois revalidá-lo. Mas agora é altura de começar um ano novo. Sem dúvida alguma que o terceiro título é uma prioridade. Gostava muito de revalidar mais uma vez o título. Vou fazer o possível para tentar fazer todas as etapas da Liga MEO Surf e tenho a certeza que vai ser mais um grande ano”.

Por seu lado, Yolanda Hopkins, campeã nacional de 2019 referiu

“Podem esperar uma Yolanda mais confiante no seu surf. Este ano tenho tido muitos scores excelentes nas provas internacionais e isso tem ajudado a minha confiança a crescer. Espero voltar a fazer as finais todas da Liga MEO Surf e ganhar mais etapas que o ano passado, especialmente a etapa de Ericeira, onde já há três anos que fico no 2.º lugar. No início do ano passado já sentia que as outras competidoras me viam como um alvo a abater. Ainda assim, senti-me consistente durante o ano todo e acho que isso é algo a temer. Penso que 2020 vai ser o meu ano, seja na Liga MEO, nos Jogos Olímpicos ou nas provas da WSL. Qualquer campeonato em que eu entre, vou lá estar para ganhar”.

Campeões Nacionais 2015 a 2019

2019 – Miguel Blanco e Yolanda Hopkins

2018 – Miguel Blanco e Camilla Kemp

2017 – Vasco Ribeiro e Carol Henrique

2016 – Pedro Henrique e Carol Henrique

2015 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot


Por fim, a Canon voltará também com os workshops de fotografia coordenados por Ricardo Bravo, que acontecerão apenas na etapa da Ericeira e Cascais, assim como, ao nível da experiência para o público, e pelo quarto ano consecutivo, o Rip Curl Fantasy Surfer voltará a distribuir fatos E-Bomb e relógios GPS Search para os vencedores das etapas, acrescendo/adicionando/acrescentando uma prancha da Polen Surfboards para o vencedor anual.


Por fim, a nível televisivo, todas as etapas poderão ser acompanhadas em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, esta app será gratuita para clientes com MEO Box (ADSL e Fibra), permitindo aos consumidores assistirem a toda a Liga no conforto das suas casas -, www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.


A Liga MEO Surf 2020 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Bom Petisco, Somersby, Banco Santander, Rip Curl, os parceiros de/da sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, os apoios locais dos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Mafra, Porto e Matosinhos, Aljezur, Cascais e da Região de Turismo do Algarve, e o apoio técnico do Ericeira Surf Clube, Onda Pura, Associação de Surf da Figueira da Foz, Algarve Surf Clube e Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos e da Federação Portuguesa de Surf.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade